Dom Pedro II: Ele sabe mais que os examinadores

13062516_1010767805639293_1104225867751124314_nDEODORO E RUI BARBOSA PUNIRAM UM PROFESSOR APAIXONADO PELA HISTÓRIA DO BRASIL, MAS O PROFESSOR NÃO PRESTOU CONTINÊNCIA AOS GOLPISTAS

Capistrano de Abreu foi um dos maiores historiadores do Brasil e, certa vez, em 1883, ao concorrer à cátedra de Professor de História do Brasil, recebeu um elogio memorável de Dom Pedro II : “Ele sabe mais que os examinadores”. Nesse teste Capistrano tirou o primeiro lugar, motivo pelo qual o Imperador deixou a sabatina e proferiu o elogio acima.

Mal sabia o que estava por vir após o Golpe de 1889.

Rui Barbosa, ministro da recém ditadura presidencialista que nascia, perseguiu Capistrano de Abreu e solicitou ao golpista Marechal Deodoro da Fonseca que a cadeira de História do Brasil fosse relegada e em seu lugar pusessem a cadeira de História Universal (uma forma velada de propagandear o viralatismo positivista francês e a republicanice ianque).

Mas a covardia não parou por aí. Os vis baixaram 40% do salário do grande historiador, ou seja, teve sua cátedra rebaixada e ainda ficou com o salário quase pela metade.

Capistrano ficou profundamente amargurado e se recusou a ocupar qualquer cargo no regime golpista, chegando a recusar-se inclusive a ocupar uma vaga na Academia Brasileira de Letras.

O historiador só aceitou ser do IHGB – Instituto Histórico e Geográfico do Brasil, afinal era uma entidade criada por Dom Pedro II.

Fonte: Caderno de concessão do título de “Doutor Honoris Causa In Memoriam” pela Universidade Estadual do Ceara, assinada pelo Magnífico Reitor Francisco de Assis Moura Araripe, em 12 de novembro de 2003.

Leave a Reply