As ações humanas e a Monarquia

As ações humanas devem atingir três esferas muito interligadas: a Transesfera, que está acima do humano e toca na Divindade; na esfera,  onde acontecem os fatos mais importantes, no coração do indivíduo e na subesfera que toca as profundezas do mal. A proclamação da República no Brasil foi menos emblemática que a francesa, mas atingiu num ponto mais alto, a própria transesfera, atingindo igualmente a subesfera e repercutindo na sociedade humana. Falta para a monarquia um fato que toque na Transesfera e que atinja a todas as esferas inferiores e assim, mova o Brasil de volta para o seu eixo.

Dom Pedro II estava cansado de governar, mas queria o melhor para seu povo, assim, quando os militares chegaram informando do golpe, ele aceitou, imaginando que era o desejo do Brasil. O povo brasileiro, como disse um grande autor, foi dormir monarquista e acordou republicano. Na calada da noite a família Imperial foi obrigada a abandonar o país, sem poder se despedir de quem quer que fosse.

Esse fato é muito significativo. Nós não fomos como os franceses que deceparam a cabeça de nosso rei e rainha, ou como os russos que queimaram os Czares num poço de petróleo. Nós não vimos o Imperador e sua Imperial família sendo expatriados. O Brasil era como uma família que, de repente acordou sem seu pai e sem sua mãe. E nunca ninguém deu uma explicação sobre o que aconteceu.

Hoje, quando um brasileiro encontra com um dos descendentes de Dom Pedro II, o coração salta e um imponderável paira. O coração do Brasileiro é monarquista. Vamos explicar o que aconteceu, vamos mostrar que o pai da Pátria foi expulso, vamos levantar o Brasil e restaurar a monarquia! Só assim o sono dos brasileiros será tranquilo e abençoado.

Leave a Reply